O descaso não é por acaso

A sua escola precisa de alguma REFORMA ou OBRA de emergência? Preencha esse formulário! O vereador Celso Giannazi irá cobrar a Prefeitura e tomará todas as providências cabíveis contra o abandono da Educação.

EMEI JOAO DE DEUS BUENO DOS REIS

Infiltrações, rachaduras, goteiras, entre outros problemas, escancaram o descaso. Os trabalhadores da EMEI também denunciam uma onda de assaltos: a insegurança é total!

dias

EMEF Prof. Lia Maria dos Reis de Jesus Souza Silva

Salas interditadas por conta da falta de estrutura e que quando chove, vazamentos e goteira.

dias

EMEI Cora Coralina

A escola precisa de reformas estruturais e está interditada há 380 dias aguardando. Mas nada foi feito, nem sinal de obra.

dias

EMEF José Maria Pinto Duarte

Rachaduras, goteiras, áreas externas desabando interditadas... essa é a situação da Emef José Maria Pinto Duarte no primeiro dia de aula!

dias

EMEF Dilermando Dias dos Santos

A EMEF está há dois anos esperando a finalização das obras de contenção e agora mais um muro caiu.

dias

EMEI Rosa Maria Dôgo de Resende

A escola está há um ano fechada, aguardando a reforma da caixa d'água, e agora é alvo de furtos e vandalismo. O sistema elétrico foi depenado, assim como torneiras, portas e grades. O que exigirá uma nova reforma.

dias

Prefeito Ricardo Nunes, até quando a educação ficará abandonada?

Será que o problema é a falta de dinheiro?

A resposta é NÃO. Em 2021, o prefeito Ricardo Nunes tinha mais de R$ 384 milhões para a reforma das escolas. Mas ele aplicou apenas R$ 102 milhões (26% do total). Ou seja: a cidade encerrou o ano passado com 282 milhões de reais disponíveis, livres para uso, e Nunes preferiu não investir. Por quê? O prefeito tem o dever de responder!

O caso mais dramático é dos CEI’s: o prefeito tinha, em 2021, R$ 35 milhões para investir na reforma dos Centros de Educação Infantil. Mas Ricardo Nunes, mesmo com os graves problemas de infraestrutura na rede municipal de ensino, decidiu investir apenas 398 mil reais (somente 1% do total!). Isso tem nome: descaso.