Representação no MP para salvaguardar a vida de pessoas em situação de rua

A cidade de São Paulo possui, segundo o censo realizado pela Prefeitura, mais de 24 mil pessoas em situação de rua. Desse total, 17% está na faixa etária de maior vulnerabilidade, mais de 50% não está em centros de acolhimento e algumas possuem doenças crônicas ou preexistentes, como a tuberculose.

Diante desta situação, sabendo que essas pessoas são as mais expostas e vulneráveis à contaminação pelo novo coronavírus (COVID-19), Giannazi apresentou uma Representação à Defensoria Pública exigindo que a Prefeitura vá salvaguardar a vida de pessoas em situação de rua, obrigando a distribuição de materiais de higiene pessoal, como sabonete líquido e álcool em gel.