Marcio Bittar. Guarde bem esse nome. Ele é senador pelo Acre e relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 188. Em janeiro, após encontro com o ministro da economia Paulo Guedes, ele afirmou que pretende inserir no texto da PEC a extinção da regra que obriga governos a gastarem um mínimo em saúde e educação. Se o orçamento já está aquém do necessário, imagine o desastre que se avizinha caso essa proposta seja aprovada.

Se depender de mim, eu avanço e desvinculo tudo (…) A ideia de tutelar e estabelecer que tem que gastar um tanto com saúde e educação, na prática, aprovou-se (sic) ineficiente. Se fosse assim seria quase mágica. Não, você gastou mais com educação nos últimos anos e ela não melhorou. Pelo contrário, ela piorou muito”, disse Bittar, em janeiro desse ano, ao repórter Fábio Pupo da Folha de S. Paulo.

Ainda de acordo com o jornal, antes da reunião com Guedes, Marcio Bittar queria introduzir a segurança pública no pool de áreas nas quais os governantes poderiam movimentar os recursos hoje destinados ao SUS e à educação.

Com informações do site Outras Palavras