| , ,
Setor industrial perdeu 12,5% dos seus postos de trabalho de 2014 a 2017.
Setor industrial perdeu 12,5% dos seus postos de trabalho de 2014 a 2017.

A crise no Brasil avança e piora a situação do setor industrial que perdeu cerca de 12,5% dos seus postos de trabalho. Ao todo, 1,1 milhão de vagas foram cortadas.

Os dados da PIA (Pesquisa Industrial Anual) e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e e foram divulgados nesta quinta (6).

Uma situação que piora diante do desgoverno de Jair Bolsonaro que desde que tomou posse não apresentou nenhuma proposta para o país iniciar a saída da crise e fomentar o setor produtivo nacional.

Os setores mais afetados nesse período foram: atividades de apoio à extração de minerais (-35,4%), fabricação de outros equipamentos de transporte exceto veículos automotores (-33,3%), fabricação de máquinas e equipamentos (-24,8%).

As maiores altas foram verificadas em fabricação de produtos alimentícios (1,5%) e fabricação de produtos do fumo (6,4%).

São Paulo

A produção industrial recuou em seis dos 15 locais pesquisados na passagem de dezembro de 2018 para janeiro de 2019, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional e do IBGE. O Estado de São Paulo, maior parque industrial do País, registrou um recuo de 1,8%.

Com informações do Portal Poder360