Invisibilizadas e vítimas da falta de políticas públicas, as comunidades e periferias poderão ser as mais afetadas pela crise do coronavírus. A população não possui condições de seguir as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), como comprar álcool em gel e isolar-se em quarentena, por isso continua sendo exposta diariamente ao risco de contágio. 

Acompanhe a luta de Giannazi contra o Coronavírus!

O governo não apresenta nenhum plano sobre como lidar com as 13 milhões de pessoas que, hoje, vivem em comunidades por todo o país. Presas ao trabalho informal, são obrigadas a se aglomerar nos transportes públicos e nas ruas em busca de uma renda mínima diária e da sobrevivência.

Para enfrentar o descaso dos governos Bolsonaro, Doria e Covas, Celso Giannazi criou um abaixo-assinado exigindo que os governos Federal, Estadual e Municipal criem um programa emergencial de ajuda financeira aos trabalhadores informais e autônomos! Assine o abaixo-assinando clicando aqui!

Nunca é demais lembrar que, até aqui, nenhuma medida destes governos levou em consideração o contexto desse seguimento social. De acordo com matéria do Uol, moradores do Complexo do Alemão estão sem água há 12 dias, impedidos de higienizar-se adequadamente.

“Os pobres estão pagando a conta pelo descaso do governo com a saúde pública e a proteção da população. Um cenário que piora quando lembramos que Jair Bolsonaro e seus seguidores, Doria e Covas, desmontam políticas sociais, cortam recursos da Saúde e atacam a pesquisa e inovação”, alerta o vereador Giannazi..