Ilustração: Giovanna Jarandilha
Ilustração: Giovanna Jarandilha

A Literatura Periférica possui grande impacto e importância na formação da cultura de São Paulo, sendo responsável pela difusão da leitura e da criação literária até os dias atuais. Um dos centros de atuação social e de resistência da Literatura Periférica na cidade, o sarau da Cooperifa foi fundado em 2001 por Marcos Pezão e Sérgio Vaz.

Em defesa da cultura paulistana

Para que esse movimento literário seja valorizado e reconhecido, Giannazi apresentou o Projeto de Lei 711/2019 para incluir o Dia da Literatura Periférica no Calendário de Eventos da Cidade de São Paulo. O Dia da Literatura Periférica fica a ser comemorado em todo 13 de outubro e tem a grande figura de Marcos Pezão como patrono.

Veja também: Por mais mulheres negras na literatura!