Projeto de Lei 173/2021| Institui transparência na divulgação de contaminações por covid nas escolas

Sem a devida transparência, a Prefeitura mascara a explosão do coronavírus nas escolas com as aulas presenciais. (Foto: Reprodução - tvi24.iol.pt)
Sem a devida transparência, a Prefeitura mascara a explosão do coronavírus nas escolas com as aulas presenciais. (Foto: Reprodução - tvi24.iol.pt)

O Projeto de Lei 173/2021, de autoria do vereador Celso Giannazi, obriga a Prefeitura a divulgar os índices de contaminação pela COVID-19 entre profissionais da educação, alunos e prestadores de serviços das unidades escolares das redes direta, parceira e privada nos boletins da Secretaria de Saúde.

O vereador apresentou o Projeto devido à falta de transparência da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Educação (SME) em relação aos números de contaminados pelo coronavírus. Em reunião na Comissão de Educação da Câmara, Fernando Padula, secretário municipal de educação, apresentou dados irreais sobre as mortes e contaminações pela doença nas escolas. Sem estes números concretos, torna-se inviável o acompanhamento da progressão da doença e mascara a explosão de casos e mortes por COVID-19 com a imposição da volta às aulas presenciais por parte do prefeito Bruno Covas.